terça-feira, 30 de novembro de 2004

ESTE AMOR NÃO TEM GRADES, FRONTEIRAS, BARREIRAS,
MURO EM BERLIM,
É UM MAR, É UM RIO,
É UMA FONTE QUE NASCE DENTRO DE MIM.
É O GRITO DO MEU UNIVERSO,
DAS ESTRELAS P’RA ONDE EU REGRESSO,
ONDE SEMPRE ESTA MÚSICA PAIRA NO AR.
ADDIO, ADIEU, AUFWIEDERSEHEN, GOODBYE,
AMORE, AMOUR, MEINE LIEBE, LOVE OF MY LIFE.
SE O NOSSO AMOR FINDAR,
SÓ ME OUVIRÁS CANTAR,
ADDIO, ADIEU, AUFWIEDERSEHEN, GOODBYE,
AMORE, AMOUR, MEINE LIEBE, LOVE OF MY LIFE.
ESTE AMOR É UM PÁSSARO LIVRE,
VOANDO NUM CÉU AZUL,
QUE COMPÔS A MAIS BELA CANÇÃO
DESTE MUNDO DE NORTE A SUL.
E AS PALAVRAS QUE EU USO EM REFRÃO,
FAZEM PARTE DA MESMA CANÇÃO,
QUE ECOA NAS GALÁXIAS DA MINHA ILUSÃO.

2 comentários:

Anónimo disse...

Ora...ainda bem que se confirma que não cairam para uma vala comum qualquer e estão de volta!! Alegria infinita! !ye ye !urra e tal...mas este post serve também para demonstrar a minha revolta,ora o senhor faz uma citação e não coloca aspas?! ainda por cima quando estamos a falar de uma letra do Mr. Gay...é não é? só pode..


P.S. :a condizer enfeitaram o blog com bolinhas...sweet..

FERNANDO disse...

Mas desde quando é que o Zé Cid é gay? hein...?